Archive for the ‘despesas’ Category

Quase tudo pode ser pago à vista (com desconto)

Claro que às vezes não temos condições de pagar à vista, mas deveríamos ter uma reserva para isso, mesmo que fosse uma situação de emergência (não prevista).

Mas as pessoas preferem ir comprando e dividindo em n vezes e depois fica difícil controlar os gastos e um dia acabam entrando em dívidas. Mesmo para quem anota todos os gastos e prestações (eu não aguento mais perder tanto tempo nisso). Melhor planejar e poupar antes para poder pagar à vista o que cabe no bolso (isso é bem mais prazeroso). Imagina poder planejar, poupar e pagar toda a viagem e ainda sobrar dinheiro para comprar o que você não esperava e não se apertar no cartão, por exemplo.

Mas a principal vantagem de pagar à vista é o desconto! Caso contrário, você até pode parcelar por algumas prestações, pois serão poucos casos. Praticamente tudo pode ser pago à vista (com desconto), aliás o parcelamento é que deveria ser a exceção. E quanto maior o número de prestações maior vai poder ser o desconto, principalmente devido aos juros atuais (o custo do dinheiro). Faça os juros trabalharem para você e não para o banco, seja recebendo pouco pelo investimento da sobra, de não pagar à vista, ou pagando muito com o financiamento.

Muitas “mensalidades” podem ser pagas anualmente ou semestralmente como os planos de pagamento nas academias. Neste caso, isto é oferecido principalmente para garantir um caixa para o estabelecimento, pois sabe-se que nem todo mundo mantém uma rotina de sempre frequentar a academia em todos os meses do ano. Portanto oferecer um desconto faz muito sentido para os dois lados. Mas cabe a você só pagar o que realmente for utilizar (só o desconto pode não valer a pena). Isto vale para assinaturas de periódicos e outros gastos por período.

Porém, em algumas situações muito mais cotidianas, não atentamos para fazer o mesmo. Veja o meu exemplo: no final do ano passado eu recebi um dinheiro extra (além do 13º) e pensei: poxa está difícil achar um investimento bom para esse dinheiro e já tenho a minha reserva… O que fazer? Por que não conversar com a escola dos meus filhos e tentar pagar com desconto todo o ano ao fazer a matrícula? O contrato é anual, não pretendo mudar de escola durante o ano (mas basta avisar com antecedência) e tenho que ficar pagando o boleto todo mês (e se esquecer pago multa e correção)…

Se o desconto for melhor que deixar na reserva de curto prazo ou emergência (na renda fixa) vale muito a pena! Lembre-se que muitos investimentos pagam imposto de renda, já pagar a escola dos filhos não, dá até para descontar na declaração anual. E o valor que a Receita Federal permite descontar na Declaração Completa não dá para pagar nem com desconto…

Por isso vamos sempre tentar pagar à vista e pedir o devido desconto! E como disse Benjamin Franklin: “O ganho é transitório e incerto; mas, durante a vida, a despesa é constante e certa”.