Quase tudo pode ser pago à vista (com desconto)


Claro que às vezes não temos condições de pagar à vista, mas deveríamos ter uma reserva para isso, mesmo que fosse uma situação de emergência (não prevista).

Mas as pessoas preferem ir comprando e dividindo em n vezes e depois fica difícil controlar os gastos e um dia acabam entrando em dívidas. Mesmo para quem anota todos os gastos e prestações (eu não aguento mais perder tanto tempo nisso). Melhor planejar e poupar antes para poder pagar à vista o que cabe no bolso (isso é bem mais prazeroso). Imagina poder planejar, poupar e pagar toda a viagem e ainda sobrar dinheiro para comprar o que você não esperava e não se apertar no cartão, por exemplo.

Mas a principal vantagem de pagar à vista é o desconto! Caso contrário, você até pode parcelar por algumas prestações, pois serão poucos casos. Praticamente tudo pode ser pago à vista (com desconto), aliás o parcelamento é que deveria ser a exceção. E quanto maior o número de prestações maior vai poder ser o desconto, principalmente devido aos juros atuais (o custo do dinheiro). Faça os juros trabalharem para você e não para o banco, seja recebendo pouco pelo investimento da sobra, de não pagar à vista, ou pagando muito com o financiamento.

Muitas “mensalidades” podem ser pagas anualmente ou semestralmente como os planos de pagamento nas academias. Neste caso, isto é oferecido principalmente para garantir um caixa para o estabelecimento, pois sabe-se que nem todo mundo mantém uma rotina de sempre frequentar a academia em todos os meses do ano. Portanto oferecer um desconto faz muito sentido para os dois lados. Mas cabe a você só pagar o que realmente for utilizar (só o desconto pode não valer a pena). Isto vale para assinaturas de periódicos e outros gastos por período.

Porém, em algumas situações muito mais cotidianas, não atentamos para fazer o mesmo. Veja o meu exemplo: no final do ano passado eu recebi um dinheiro extra (além do 13º) e pensei: poxa está difícil achar um investimento bom para esse dinheiro e já tenho a minha reserva… O que fazer? Por que não conversar com a escola dos meus filhos e tentar pagar com desconto todo o ano ao fazer a matrícula? O contrato é anual, não pretendo mudar de escola durante o ano (mas basta avisar com antecedência) e tenho que ficar pagando o boleto todo mês (e se esquecer pago multa e correção)…

Se o desconto for melhor que deixar na reserva de curto prazo ou emergência (na renda fixa) vale muito a pena! Lembre-se que muitos investimentos pagam imposto de renda, já pagar a escola dos filhos não, dá até para descontar na declaração anual. E o valor que a Receita Federal permite descontar na Declaração Completa não dá para pagar nem com desconto…

Por isso vamos sempre tentar pagar à vista e pedir o devido desconto! E como disse Benjamin Franklin: “O ganho é transitório e incerto; mas, durante a vida, a despesa é constante e certa”.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Ótimo artigo, Antônio!

    Aproveito para lhe parabenizar pelo blog! Conteúdo de qualidade por aqui! Tenho certeza de que ele será uma ótima ferramenta para você se aprimorar ainda mais em suas finanças pessoais.

    Abç

    Responder

    • Posted by Antonio Alves on agosto 5, 2014 at 6:28 pm

      Obrigado! Nem precisa dizer que o seu blog Valores Reais (dos poucos que sou assinante) é o mais completo neste assunto (e correlatos)! Ele aparece na minha lista de blog por último apenas devido a ordem alfabética. 😉
      Abraços!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: