Renda fixa ou variável?


A pouco tempo li um estudo mostrando que a renda fixa (CDI) foi melhor no longo prazo e a renda variável (Ibovespa) no curto prazo, através de várias simulações. Não era pra ser o contrário? Pois é, o estudo não está errado, mas tem várias questões que explicam este resultado e devem ser considerados.

A primeira questão foi que o estudo se baseou no passado recente do mercado brasileiro, do plano real (1994) até o primeiro semestre de 2012. Dezoito anos não seriam suficientes? Sim, mas estes dezoito anos foram simplesmente os maiores juros reais da história da humanidade. Ou seja, foi muito fácil ganhar dinheiro sem risco. Se considerarmos o cenário de  juros mais baixos recente e a provável continuidade deste processo, no futuro, veremos que a renda fixa não terá mais tanta folga.

A questão mais importante do estudo foi considerar cada investimento sempre com apenas um aporte de capital no início de cada período avaliado. Neste caso, apenas quando o investimento começa num período de fundo de preços na bolsa de valores (no auge de uma crise), que só se sabe depois que acontece, a bolsa consegue performar muito bem frente a renda fixa, seja no curto, médio ou longo prazo (quem investiu no final de 2008 ou inicio de 2009  sabe bem disso). Portanto o investimento em ações não deve ser feito de uma só vez, e sim periodicamente, colocando mais dinheiro quando o mercado está mais barato e menos (ou até começar a vender) quando o mercado está mais caro.

Outra questão relevante é que o parâmetro utilizado para medir a performance da renda variável é o Ibovespa, que é o índice que reflete a média do movimento das ações mais negociadas da bolsa, com pesos mais fortes nas chamadas blue chips (ações de primeira linha) que geralmente tem preço mais elevado por serem consideradas mais seguras e com maior liquidez. Ou seja, muitas empresas menores e boas de segunda linha não são consideradas e este é justamente o objetivo da aplicação em bolsa no longo prazo, escolher e manter boas empresas na carteira de ações.

Resumindo, o ideal é fazer uma cesta de investimentos com renda fixa e variável, para aproveitar as oportunidades que aparecem ao longo do tempo, diversificando e balanceando os investimentos para que no prazo que for você terá sempre dinheiro para suas necessidades e objetivos.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by Antonio Alves on agosto 22, 2012 at 4:49 pm

    Saiu agora um novo estudo que mostra o contrário, porém a comparação é com a poupança e não o CDI (aí é covardia): http://www.infomoney.com.br/onde-investir/noticia/2535234/Poupanca-pode-ser-mais-arriscada-que-parece

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: