Saúde Financeira 2


Agora que você já fez o orçamento, eliminou despesas desnecessárias, pagou as dívidas e conseguiu poupar, aonde colocar a sua reserva financeira excedente? Escolher bem aonde colocar o dinheiro é tão importante quanto fazer o dinheiro sobrar, pois, com a inflação, mesmo que controlada, poderá fazer você perder o poder de compra que tinha antes de guardá-lo. E cuidado com as ofertas dos gerentes de banco que tem metas de venda de produtos rentáveis para o banco! Por exemplo, os planos de capitalização que tem sorteios, não são investimentos, pois, além de segurar o seu dinheiro (carência de anos), apenas parte do capital é remunerada, pois é com esta diferença que o banco paga os prêmios.

Com o Plano Real, após uma inflação descontrolada, o Brasil finalmente conseguiu segurar o valor da moeda, mas com um custo muito alto para o país e, portanto, para os cidadãos que pagam impostos: juros mais altos do planeta e por conseqüência uma carga tributária cada vez mais alta. Quem tinha dinheiro sobrando pode emprestar o dinheiro ao governo, mesmo que indiretamente, através dos bancos e passou a ganhar parte deste lucro. Nem precisa dizer o que aconteceu com quem precisava de dinheiro: entraram numa bola de neve de juros de financiamentos, cheque especial e cartões de crédito. Mas os tempos mudaram, a crise financeira no primeiro mundo mostrou a realidade: não existe dinheiro fácil! E o Brasil deixou de ser devedor externo para ser credor (até do FMI)! Qual a vantagem disso? Conseguir dinheiro a custos (juros) menores.

Resultado final desta história: a Poupança, sim a velha caderneta passou a ser a estrela do mercado de renda fixa no curto prazo (até um ano) com baixo risco, pelo menos até 50 mil (isento de IR) ou até o próximo governo alterar o seu rendimento. Já os fundos DI ou renda fixa tem alíquotas decrescentes de IR de 22,5% até no mínimo 15% sobre o rendimento, se passar de dois anos antes do resgate, e ainda pagam IR antecipado de 6 em 6 meses, além de taxas de administração muito altas para o padrão dos juros atuais. Já o CDB (Certificado de Depósito Bancário) só remunera bem para grandes quantias (> 50 mil) ou para quem puder esperar mais de três anos com o dinheiro parado no banco. Existe alternativa? Sim, o governo criou o Tesouro Direto para que qualquer pessoa possa comprar títulos públicos diretamente (com taxas bem menores) a partir de 150 a 500 reais, dependendo do título. Para mais informações envie um e-mail para mim.

De qualquer forma os ganhos não serão grandes como antigamente. O que fazer então? Assumir maiores riscos e entrar aos poucos no mercado de renda variável, a famosa Bolsa de Valores. Mas este assunto merece outro artigo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: